Agenda Crista – Chico Xavier

Legiões de companheiros procuram diretrizes, preocupados em traçar caminhos exteriores… Estimariam receber do plano espiritual sugestões diretas que os elevassem ás culminâncias da vitória fácil. Desejariam reajustar os negócios que lhes dizem respeito, modificar intempestivamente a atitude mental de pessoas queridas, penetrar o segredo das circunstâncias improvisadas na aplicação do livrearbítrio alheio, à custa de pareceres dos irmãos desencarnados, habitantes de outros círculos. Entretanto, individuo algum fugirá à experiência, cuja função é ensinar e melhorar sempre. Em face de semelhante realidade, qualquer orientação sem base na harmonia íntima não passará de simples jogo de palavras, no serviço, muita vez louvável e benéfico, da contemporização. O homem renovado para o bem é a garantia substancial da felicidade humana. Eis por que, antes de tudo, é imprescindível o engrandecimento do ser, diante da vida e do Universo, invariavelmente tocados, nos menores ângulos, pelas maravilhas divinas. Como orientar acontecimentos, conduzir providências, controlar manifestações ou harmonizar elementos para determinados fins, sem equilíbrio na fonte de efeitos, situações e ocorrências, sediada em nós mesmos? O indígena transportado a um palácio de cultura moderna, de modo algum, poderá exigir que a Civilização regresse à taba para satisfazer-lhe a compreensão deficiente, cabendo-lhe, ao contrário, o dever de educar-se a fim de entender o progresso do mundo. O astrônomo, chumbado ao solo do Planeta, não solicitará às estrelas o abandono da rota que as leis cósmicas lhes assinalam no campo infinito, competindo-lhe a obrigação de aprimorar os aparelhos de óptica, de maneira a alcançar seus objetivos, ante a grandeza celeste. Seria infantilidade fustigar moscas sobre o toco infeccioso, a pretexto de sanar o mal. Determina a lógica a extinção daquele. O homem, herdeiro do Céu, refletirá sempre a Paternidade Divina, no nível em que se encontra. Fujamos, assim, aos velhos propósitos de conseguir veludoso acesso aos benefícios baratos. Inegável o imperativo da colaboração na jornada evolutiva. Em todos os departamentos do Universo, conheceremos benfeitores e beneficiados. A própria hierarquia, para ser bem vivida, fundamentar-Se-á em princípios de solidariedade.


No entanto, se não é lícito menosprezar o favor, não devemos viciar a proteção. É compreensível o socorro sistemático á plantinha tenra, como é natural a escora destinada ao vegetal benfeitor sobrecarregado de trutas. Nós outros, porém, afeitos á revelação da imortalidade, não somos detentores senão de conhecimentos puramente embrionários e estamos longe da superprodução nos setores do bem. Somos Espíritos humanos distanciados da inexperiência original, mas baldos de virtudes, sob a justa necessidade de iluminar a consciência, aprimorar sentimentos e aperfeiçoar qualidades individuais, para que não estejamos recebendo, em vão, as bênçãos do Senhor. Este pequeno curso de Espiritualidade que André Luiz apresenta não é presunçoso ementário de recomendações rigoristas. É mensagem amiga para companheiros que reclamam diretrizes das entidades espirituais, como se o verdadeiro trabalho salvacionista residisse fora deles mesmos. Ele apresenta a palavra do nosso plano de luta, onde aprendemos que o milagre da perfeição é obra de esforço, conhecimento, disciplina, elevação, serviço e aprimoramento no templo do próprio “eu”. Não se trata, portanto, de manual pretensioso. Aqui, leitor amigo, você observará somente a lembrança dos antigos ensinos do Mestre, em novo acondicionamento verbal, de modo a recordarmos com Ele que o Reino Divino — edificação de Deus no Homem — em verdade jamais surgirá no mundo por aparências exteriores. EMMANUEL Pedro Leopoldo, 18 de junho de 1947 1 – IMPERATIVOS CRISTÃOS Aprende — humildemente. Ensina — praticando. Administra — educando. Obedece — prestativo. Ama — edificando. Teme — a ti mesmo.

Sofre — aproveitando. Fala — construindo. Ouve — sem malícia. Ajuda — elevando. Ampara — levantando. Passa — servindo. Ora — serenamente. Pede — com juízo. Espera — trabalhando. Crê — agindo. Confia — vigiando. Recebe — distribuindo. Atende — com gentileza. Coopera — sem apego. Socorre — melhorando.

Examina — salvando. Esclarece — respeitoso. Semeia — sem aflição. Estuda — aperfeiçoando. Caminha — com todos. Avança — auxiliando. Age — no bem geral. Corrige — com bondade. Perdoa — sempre. 2 – PRINCÍPIOS REDENTORES Não se esqueça de que Deus é o tema central de nossos destinos. Deseje o bem dos outros, tanto quanto deseja o próprio bem. Concorde imediatamente com os adversários. Respeite a opinião dos vizinhos. Evite contendas desagradáVeiS. Empreste sem aguardar restituição.

Dê seu concurso às boas obras, com alegria. Não se preocupe com os caluniadores. Agradeça ao inimigo pelo valor que ele lhe atribui. Ajude as crianças. Não desampare os velhos e doentes. Pense em você, por último, em qualquer jogo de benefícios. Desculpe sinceramente. Não critique a ninguém. Repare seus defeitos, antes de corrigir os alheios. Use a fé e a prudência. Aprenda a semear, preparando boa ceifa. Não peça uvas ao espinheiro. Liberte-se do peso de excessivas convenções. Cultive a simplicidade. Fale o menos possível, relativamente a você e a seus problemas.

Estimule as qualidades nobres dos companheiros. Trabalhe no bem de todos. Valorize o tempo. Metodize o trabalho, sabendo que cada dia tem as suas obrigações. Não se aflija. Sirva a toda gente sem prender-se. Seja alegre, justo e agradecido. Jamais imponha seus pontos de vista. Lembre-se de que o mundo não foi feito apenas para você. As ciências sociais de hoje apresentam semelhantes princípios como novidades. No entanto, são antigos. Chegaram à Terra, com o Cristo, há quase vinte séculos. Nós outros, porém, espíritos atrasados no entendimento, somos ainda tardios na aplicação. 3 – PRIVILÉGIOS CRISTÃOS Manter suprema fidelidade a Deus. Olvidar os próprios desejos, atendendo aos Superiores Desígnios.

Humilhar-se para que a mão do Senhor seja exaltada. Conquistar a si mesmo. Renunciar com alegria, em benefício dos outros. Retirar lucros eternos de perdas temporárias. Trabalhar na construção do Reino Divino. Esperar quando outros desesperam. Penetrar o templo do silêncio, em meio do vozerio. Guardar a fé, acima da tormenta de dúvidas. Calar a tempo, de modo a não ferir. Falar com proveito. Ouvir o Divino Amigo em plena solidão. Servir sem recompensa. Suportar com valor a própria cruz. Sofrer, aprendendo e aproveitando. Amar sem exigências.

Ajudar em segredo. Semear com o Cristo, desapegando-nos dos resultados. Encontrar irmãos em toda parte. Cultivar o prazer de ser útil. Discernir o justo valor das causas e das coisas. Santificar o mal. Amparar com sinceridade os que erram. Perdoar quantas vezes for necessário. Superar os obstáculos. Conservar a jovialidade e a doçura. Sustentar o bom ânimo. Desprender-se dos enganos do mundo, antes que o mundo nos desengane. Perseverar no bem até ao fim. 4 – EM FAVOR DE VOCÊ MESMO Aprenda a ceder em favor de muitos, para que alguns intercedam em seu benefício nas situações desagradáveis. Ajude sem exigência para que outro o auxilie, sem reclamações.

Não encarcere o vizinho no seu modo de pensar; dê ao companheiro oportunidade de conceber a vida tão livremente quanto você. Guarde cuidado no modo de exprimir-se; em várias ocasiões, as maneiras dizem mais que as palavras. Refira-se a você o menos possível; colabore fraternalmente nas alegrias do próximo. Evite a verbosidade avassalante; quem conversa sem intermitências, cansa ao que ouve. Deixe ao irmão a autoria das boas idéias e não se preocupe se for esquecido, convicto de que as iniciativas elevadas não pertencem efetivamente a você, de vez que todo bem procede originariamente de Deus. Interprete o adversário como portador de equilíbrio; se precisamos de amigos que nos estimulem, necessitamos igualmente de alguém que indique os nossos erros. Discuta com serenidade; o opositor tem direitos iguais aos seus. Se você considerar excessivamente as críticas do inferior, suporte sem mágoa as injunções do plano a que se precipitou. Seja útil em qualquer lugar, mas não guarde a pretensão de agradar a todos; não intente o que o próprio Cristo ainda não conseguiu. Defrontado pelo erro, corrija-o primeiramente em você, e, em seguida, nos outros, sem violência e sem ódio. Se a perfídia cruzar seu caminho, recuse-lhe a honra da indignação examine-a, com um sorriso silencioso, estude-lhe o processo calmamente e, logo após, transforme-a em material digno da vida. Ampare fraternalmente o invejoso; o despeito é indisfarçável homenagem ao mérito e, pagando semelhante tributo, o homem comum atormenta-se e sofre. Habitue-se à serenidade e à fortaleza, nos círculos da luta humana; sem essas conquistas dificilmente sairá você do vaivém das reencarnações inferiores. 5 – MEDICAMENTOS EVANGÉLICOS Ajude sempre. Não tema.

Jamais desespere. Aprenda incessantemente. Pense muito. Medite mais. Fale pouco. Retifique, amando. Trabalhe feliz. Dirija, equilibrado. Obedeça, contente. Não se queixe. Siga adiante. Repare além. Veja longe. Discuta serenamente. Faça luz.

Semeie paz. Espalhe bênçãos. Lute, elevando. Seja alegre. Viva desassombrado. Demonstre coragem. Revele calma. Respeite tudo. Ore, confiante. Vigie, benevolente. Caminhe, melhorando. Sirva hoje. Espere o amanhã. 6 – EM SEU BENEFÍCIO Não se agaste com o ignorante; certamente, não dispõe ele das oportunidades que iluminaramseu caminho. Evite aborrecimentos com as pessoas fanatizadas; permanecem no cárcere do exclusivismo e merecem compaixão como qualquer prisioneiro.

Não se perturbe com o malcriado; o irmão intratável tem, na maioria das vezes,o fígado estragado e os nervos doentes. Ampare o companheiro inseguro; talvez não possua o necessário, quando você detém excessos. Não se zangue com o ingrato; provavelmente, é desorientado ou inexperiente. Ajude ao que erra; seus pés pisam o mesmo chão, e, se você tem possibilidades de corrigir, não tem o direito de censurar. Desculpe o desertor; ele é fraco e mais tarde voltará à lição. Auxilie o doente; agradeça ao Divino poder o equilíbrio que você está conservando. Esqueça o acusador; ele não conhece o seu caso desde o princípio. Perdoe ao mau; a vida se encarregará dele. 7 – SOLICITAÇÃO FRATERNA Ajude com a sua oração a todos os irmãos: que jamais encontram tempo ou recursos para serem úteis a alguém; que se declaram afrontados pela ingratidão, em toda a parte; que trajam os olhos de luto para enxergarem o mal, em todas as situações; que contemplam mil castelos nas nuvens, mas que não acendem nem uma vela no chão; que somente cooperam na torre de marfim do personalismo, sem lhe descerem os degraus para colaborar com os outros; que se acreditam emissários especiais e credores dos benefícios de exceção; que devoram precioso tempo dos ouvintes, falando exclusivamente de si; que desistem de continuar aprendendo na luta humana; que exibem o realejo da desculpa para todas as faltas; que sustentam a vocação de orquídeas no salão do mundo; que se julgam centros compulsórios das atenções gerais; que fazem o culto sistemático à enfermidade e ao obstáculo. São doentes graves que necessitam do Amparo Silencioso. 8 – IRMÃOS EM PERIGO Os que pretendem transformar o próximo, de um dia para outro, a golpes verbais. Os que descobrem pareceres inteligentes e bons conselhos para todas as pessoas, distraídos dos problemas que lhes são próprios. Os que colocam a mente em outro mundo, de maneira absoluta, sem atender aos deveres do mundo em que respiram. Os que permanecem incessantemente preocupados em se defenderem. Os que fazem dez projetos maravilhosos por dia sem concretizar nenhum deles em dez anos.

Os que reconhecem a grandeza das verdades divinas, mas que jamais dispõem de tempo para cultiválas, em favor da própria iluminação. Os que adiam indefinidamente para amanhã o serviço da compreensão e do amor ao próximo. Os que se sentem senhores exclusivos de todos os trabalhos no campo da caridade, sem distribuir oportunidades de serviço aos outros. Os que declaram perdoar a ofensa, mas que nunca conseguem esquecer o mal. Os que encontram ensejo de se entediarem da vida.

.

Baixar PDF

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Baixar Livros Grátis em PDF | Free Books PDF | PDF Kitap İndir | Telecharger Livre Gratuit PDF | PDF Kostenlose eBooks | Descargar Libros Gratis |