Agora aqui ninguem precisa de si – Arnaldo Antunes

eu tenho uma coleção de esquecimentos
e apenas duas mãos pra ver o mundo
meu dia passa inteiro num segundo
mas nada abafa a voz dos pensamentos
nem frontal e nem melatonina
eu tenho as saudades de um soldado
do que haveria de ser o meu passado
de tudo que escapou da minha sina
desculpas, culpas, lapsos de sinapses
impregnam minha corrente sanguínea
e sigo apassivando a carne ígnea
e aplainando os vértices dos ápices
eu sou o super-homem submisso
às rotas da rotina e ao tempo escasso
enquanto esqueço do próximo passo
anoto um outro novo compromisso
queria estar a sós comigo mesmo
e ter a eternidade toda em torno
desfalecer no fogo desse forno
até me desfazer como um torresmo

se ânsia mansa
não ex
iste
o que é
isto
que pers ins res
(de mim
não des)
iste?
1
começa a turvar
e termina
por entrevar
o ensaio
de mundo real
que nos envolve
do céu
ao mar (turmalina
sem cor
nem contorno)
quando
o sol
encosta
na encosta
da colina.
2
sem forma e fundo
casca e forro
corpo e mundo
agora
só a mesma
homogênea
melanina
inunda
a pele de tudo
fora
da retina
quando o sol
afunda
na corcunda
da colina.
3
assim
o ocaso
nos ensina
sem margem
de acaso
nem quimera
que a miragem
de anilina
e aquarela
não dura
mais que um dia
nessa terra
sem terra
sem sol
e sem colina.
d e s a m a r r a r
O mar
d e r r a m a r
O mar
r u m a r
a o m a r
u r r a r
a o m a r
d e s a r r u m a r
o corpo em pé deita
o corpo deitado dorme
o corpo sem solsome
o corpo morto não sofre
o corpo com frio se cobre
o corpo um lugar preenche
o corpo prenhe tem leite
o leite do corpo é quente
o corpo de frente enxerga
o corpo Só se carrega
o corpo do sono acorda
o corpo ao sentar se dobra
o corpo com dor se mexe
aos poucos o corpo cresce
o corpo do corpo nasce
o corpo sem corpo faz-se
sonho
que estou tentando
tanto
fazer uma coisa
mas outras coisas
me atrapalham
— desvios, falhas, enganos,
obstáculos
espetaculares, perigos
de morte, lapsos
de memória, acidentes,
catástrofes, pormenores
irrelevantes, pessoas
que desaparecem
ou se transformam
em outras ou
surgem repentinamente
como se já estivessem ali
há muito tempo,
ou se perderam
e esperam
que alguém (eu,
é claro)
as leve
de volta
ao caminho —
e me afasto da meta
que persigo
flecha
cada vez mais longe
do arco
e do alvo
quando então
do alto
do teto
caio
no colchão
do quarto
em que desperto
Sísifo
dissidente
do círculo
eternamente
incompleto.

.

Baixar PDF

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Baixar Livros Grátis em PDF | Free Books PDF | PDF Kitap İndir | Telecharger Livre Gratuit PDF | PDF Kostenlose eBooks | Descargar Libros Gratis |